quarta-feira, 30 de abril de 2008

Emigrante

Caros amigos e detestáveis inimigos,

Não tenho vida nem espírito para emigrante, e por isso, regressei a este rectângulo à beira mar plantado para continuar com aquela vida fantástica que se chama trabalho. Ainda estive durante uma semana a trabalhar o bronze, como vos tinha dito, mas aquilo depois começa a arder e torna-se insuportável. Senão vejam:


Depois foram as instalações que nos deram, não me habituei, ficava mareado. Podem comprovar:

Eu, como bom madeirense, gosto é de peixe espada preto e budião , e por aquelas bandas os peixes usam pijamas. Não acreditam? Vejam:

E o mar? Que dizer daquele mar que nada tem a ver com o nosso querido Oceano Atlântico? Um azul esquisito, que não se decide... numas zonas mais claro, logo mais escuro. Aquilo é para nos baralhar, ninguém me tira isso da cabeça, de tal modo que ainda hoje penso naquele raio daquela água. Onde já se viu água a 31º?Eu vi...

Ainda não lhes falei da areia. Tenho medo que me chamem mentiroso. Chamar areia a uma coisa branca que mais parece farinha. Só de loucos:


Outra coisa a que não me habituei, foi à hora do por do sol. O sol põe-se cedo, às 18h00 e um tipo tem que ir tomar umas cervejas ou uns Gins tónicos para fazer passar o tempo até ir jantar, porque depois de um dia de trabalho a "larica" aperta.

E como me pediu a blueminerva dei um abraço no tubarão ( e fiquei com o beijo para mim) mas vim embora antes que servisse de refeição ao dito cujo:


E, principalmente, voltei com as saudades das minhas amigas e amigos. Prometo que tão cedo não volto a emigrar. Só para a semana vou experimentar 3 dias em Amsterdam, mas depois acabou-se. Até final de Maio não emigro mais. Não tenho espírito... já perceberam.



Um Abraço ...de saudades

13 comentários:

Su disse...

aiiiiiiiiiiiiii isto é um grito......

decidi, quero ser emigrante...como tu

essa da areia parecer farinha e da agua não se decidir na cor ....sei lá...despertou em mim...o desejo de ser...........

jocas maradas e inbbbejjossassss

blueminerva disse...

Vejo e revejo as fotos e babo-me de inveja. E o tubarão... coisa mai linda amigo. E uma gaja aqui tão pobre (e branca!), que pra curar o stress toma Prozac e tu rico, emigras pró paraíso.
Leva-me a Amsterdam a ver se aprendo alguma coisa com as moças das vitrines e não quero morrer sem fumar uma ganza.
Ah... porra gosto de homens com cabelo no peito! Gosto mesmo pá!
Um beijo

Pink disse...

EMIGRANTE?!?!?!
Isso é p quê? Fazer-nos inveja???
Tão mauzinho o menino Nuno!!!!!!!
Só não invejei a areia...deve ser daquela tipo farinha que gruda e só a muito custo sai...
O que é preciso para virar emigrante como tu?
Eu para aqui entupida de trabalho...e deparo-me com estas belas fotos!!!!!!!!
Sortudo!!!!!!!!
E o mar...também emana o cheiro a maresia como o nosso???
Até!

Shinobi disse...

Caro amigo Nuno,

quero exprimir publicamente a minha solidariedade para com uma pessoa que foi extremamente mal tratada, num sítio ermo, desagradável...em suma um verdadeiro inferno!
Tu devias de meter os gajos que te mandaram para aí em tribunal, pá! Isso não se faz!!!

PS: tenho um medo horrível de aranhas e tubarões...brrr...

Nuno disse...

Su,
Compreendo que queiras ser emigrante, mas cuidado....como viste passei por momentos muito dificeis, mas se não te importas com aquele azul estranho da água a 31º, com areia tipo Maizena, se não mareas naquelas casas sobre a água, e não te importas de tomar cerveja e gin tónico para fazer tempo para jantar...então vai, mas não digas que não te avisei.

Beijos tarados...sua invejosa

BaBy_BoY_sWiM disse...

Quem me dera estar lá...

A minha vida de emigrante está acabar... faltam 16 dias para voltar para Lisboa... :'( E voltarei a ser um emigrante (dentro do mesmo país)

Estou com vontade de ler mais e mais!

Nuno disse...

Blueminerva,

Fiz tudo o que me mandaste, e o tubarão agradeceu e retribuiu, mas com a condição de ser eu a dar-te o beijo e abraço pessoalmente.

Não tomes Prozac, tens sempre as Canáras para fazeres Topless, mas avisa quando e para onde vais.

Embora para Amsterdam fumar uma ganza porque com as gajas não aprendes nada que já não saibas.

E eu gosto de mulheres que não precisem de arames para vencer a força da gravidade....o que é grave, pois já tenho idade para ter juizo.

Um Beijo meu...outro do tubarão

Nuno disse...

Pink,

Inveja!!??...um homem conta aquele sofrimento todo, e é considerado mauzinho..

A Areia sai dos pés com a mesma facilidade da "outra" areia, por isso já não tem desculpas para não emigrar para um Atol perto de si.

Um mar com peixes de pijama, não pode cheirar a maresia como o nosso.

Beijo

Nuno disse...

Jorge,

Claro que só podias ser tu a demonstrar alguma solidariedade para comigo. Da próxima vez que estivermos juntos falaremos sobre este assunto com olhos de jurista, e se não conheces as leis das Maldivas, vais lá e ficas a conhecer, só para ajudar este amigo que tão maltratado foi.

Um Abraço

Nuno disse...

baby boy swim,

A vida de emigrante tem destas coisas. Há sítios para onde vamos que são como os melões, só depois de abertos é que se sabe se são são bons, e há sítios que é como o algodão...não engana. As Maldivas é um destes....
Aproveita bem esses 16 dias...

um Abraço

Zb disse...

Se a inveja matasse eu não escrevia aqui nem mais uma letrinha.
Estou aqui tão atónito de invejoso e sem Gin.
Vou usar vodka no limão que também serve pa esquecer e afogar as invejas.
Trocava este calhau que me rodeia por dois cestos dessa areia branca. Mais um bocadinho desse sol e algum mar azul.
Também quero emigrar.
abraço

Nuno disse...

zb,

Olha que foi um sofrimento. Um sofrimento muito grande o que passei naquele Atol.... principalmente no dia em que tive que me vir embora. Quando cá cheguei, ainda pouco refeito de tal sofrimento, também afoguei as mágoas com vinho tinto..era o que estava mais á mão...

Um Abraço, e apareçe sempre, nem que seja para tomarmos um Gin...

Flávio disse...

Bem dura, essa vida de emigrante. :) Também estive emigrado em NY esta semana, mas não havia tubarões.